Advogados do Brasil e de Portugal! Todos os advogados de defesa on-line.


O brasil Actualização: a Incerteza sobre o reconhecimento de navio registrado hipotecas no Brasil - Global escritório de advocacia Norton Rose Fulbright


Em três de fevereiro de, um Tribunal de Apelações em São Paulo, Brasil, proferida a sentença em que determinou que um navio Liberiano hipoteca, concedido em favor da Nórdicos Curador, sobre o FPSO"OSX-"(o OSX Unidade), não seria reconhecida como válida a hipoteca, nos termos da legislação BrasileiraEsta decisão tem implicações para aqueles envolvidos em operações de empréstimo garantidas para exploração offshore de petróleo e gás ativos e navios (Ventos OGAs) que estão presentes (mesmo que ocasionalmente) no Brasil marítimas da zona económica. O fundamento do Recurso da decisão do Tribunal foi a de que o Brasil só vai reconhecer a validade da hipoteca (i) onde é registrado com a TMB, ou (ii) para dar efeito ao Brasil obrigações internacionais para o reconhecimento de hipotecas.

Isso requer a hipoteca ser registada num país que tenha ratificado a Convenção de Bruxelas de para a unificação de certas regras relativas marítimo penhoras e hipotecas, ou o Código de Bustamante de (em conjunto com os Códigos).

Como a Libéria não é signatário de um desses Códigos e a hipoteca foi registrado apenas na Libéria, a hipoteca foi considerada inválida e foi, portanto, assegurada prioridade a como uma questão de direito Brasileiro. O Tribunal também foram influenciados pelo fato de que o OSX Unidade é um FPSO e, portanto, está na natureza de infra-estrutura em comparação, por exemplo, um suprimento offshore plataforma ou navio de abastecimento, que é mais na natureza de uma alienação fiduciária. No entanto, seria prudente assumir que o julgamento vai aplicar mais amplamente para outros Ventos OGAs. Embora no Brasil, como a lei civil do país, as decisões judiciais não são vinculativas em outros tribunais, o Tribunal de Recurso de decisão não pode ser ignorado. É provável que seja convincente e pode muito bem ser seguido por outros tribunais Brasileiros. O Tribunal do julgamento já está afetando inúmeras e projetos para o futuro. Ele não apenas levantar questões em relação à segurança credores tem ou irá ter no local, mas também para financiamentos existentes, ele poderia colocar o mutuário em violação de várias representações e garantias, e pode mesmo dar origem a uma obrigação de pagamento antecipado eventos. Estima-se que existem mais de duzentos navios em águas Brasileiras, arvorando a bandeira Liberiana, dos quais cerca de são hipotecado. Como resultado, alguns credores estão considerando exigindo relevantes Ventos OGAs para ser reflagged em países que são signatários de um dos referidos Códigos Panamá, sendo o candidato mais óbvio.

No entanto, enquanto a sinalização ou re-sinalização no Panamá deve ser uma possibilidade legal, há uma série de dificuldades: pode haver alterações físicas necessárias para o relevante Ventos OGA, ou de modificações operacionais e de contrato de gestão, contrato de prestação de serviços ou gestão de navios acordo para cumprir com os requisitos do Panamá Registro do Navio.

Além disso, a segurança e regulamentares documentação para os relevantes Ventos OGA precisa ser re-emitido pelo Panamá Registro do Navio. O consentimento do afretador ou qualquer contraparte chave de contratos também é passível de ser necessária para a substituição de hipoteca, e, possivelmente, a re-sinalização, e isso pode ser difícil de obter. É interessante notar que, mesmo antes dessa decisão, os credores normalmente avesso a confiar em sua hipoteca no Brasil em qualquer evento. Não só existe a possibilidade de ser usufruto considerações, mas, também, à execução por meio de tribunais Brasileiros pode ser um processo lento e incerto processo. Além da regulamentação de campo e do abandono de considerações de ordem (entre outros) Brasil, Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), mesmo quando a contraparte consentimentos e numerosas aprovações regulatórias são obtidos, tomando posse como credor hipotecário de uma Ventos OGA, particularmente um longo caminho ventos, pode ser difícil e caro.

A melhor opção para os credores poderão exigir o dono, de acordo com as suas obrigações sob a documentos de finanças, para mover os Ventos da OGA para um local fora do Brasil, caso em que o OSX Caso, deixaria de ser relevante.

No entanto, um aspecto igualmente importante de tomar um empréstimo de segurança, é uma medida de proteção (um) para evitar que outros possam ter essa segurança, e (b) para obter prioridade sobre os demais credores. Ele é o último, em particular, que é uma preocupação-chave resultantes da OSX Caso, mas é importante notar que a posição em relação às prioridades (e detenção de direitos) de outros créditos marítimos também é incerto como uma questão de direito Brasileiro.

Tendo em vista os pontos acima, os credores pode ter uma boa razão para pedir mais informações a respeito do status dos montantes em dívida relativos a Ventos OGA ou o seu funcionamento ou construção, tanto no ponto de pedido e, de fato, em uma base contínua.

Enquanto as representações e garantias e informações de convênios na área de finanças, os documentos poderão ser extensa, uma área que não podem ser abrangidas, por exemplo, é eventuais reclamações ou responsabilidades nos termos de sub-contratos celebrados com a Engenharia, Aprovisionamento, Construção e Instalação (EPCI) contratante ou estaleiro, especialmente no contexto da construção dos Ventos OGA - se ressaltar que os passivos de contratos de construção, se não for resolvido, permitir que um reais reclamação contra os Ventos da OGA. É provável que os credores terão o benefício de atribuições pelo proprietário de direitos de acordo com chave de contratos, ou o contas a receber a pagar para a sua aplicação, bem como os seus direitos de acordo com os seguros. Se o proprietário não cumprir suas obrigações (e.g para co-operar com a exportação dos Ventos OGA), os credores pode ser capaz de usar a segurança em relação a acções ou outros interesses de propriedade do proprietário para assumir o controle do proprietário. No entanto, esperamos que este pode ser um último recurso para os credores - a assumir a propriedade e o controle de uma Ventos OGA é um passo que deve ser tomada de ânimo leve.

As disposições da documentos de finanças para os Ventos OGAs pode ser disparada como um resultado da decisão do Tribunal de Apelações, resultando em um requisito para que o empréstimo será reembolsado imediatamente ou impedindo a drawdowns do empréstimo.

Um meio de mitigar o efeito do julgamento seria re-bandeira, os Ventos OGA em Balboa lei, embora o custo e a capacidade de fazer isso pode ser significativo. Os credores de Ventos OGAs são susceptíveis de beneficiar de um pacote de segurança mais amplo do que uma hipoteca sobre os Ventos OGA. Os credores também podem se beneficiar de ter um proprietário beneficiário(s) da substância, que tem um substancial investimento de capital e, portanto, um incentivo para apoiar os credores. Os credores também deve considerar o uso existente (ou que exigem expandido) convênios e empresas na área de finanças documentos para obter informações sobre possíveis sinistros a partir de outros credores. O Tribunal de Recurso de decisão é controversa e deve ser objeto de recurso No entanto, a decisão e suas implicações não podem ser ignoradas por agora.